Exercícios físicos: benefícios para a saúde mental

Exercício_Físico_Fisioterapia

Não há quem negue que há inúmeras vantagens na prática de atividade física. Aliás, cada vez mais são criados incentivos para que as pessoas abandonem o sedentarismo e descubram que podem viver muito melhor, tanto fisicamente quanto mentalmente.

Isso acontece porque corpo e mente estão diretamente interligados. A atividade física estimula a produção de hormônios e neurotransmissores do bem-estar. Por causa disso, tem-se maior disposição no dia a dia.

Vale lembrar que fazer atividade física significa praticar qualquer movimento corporal. Ações simples como andar e subir escadas cabem nessa definição. É claro que o recomendado, porém, é que se faça exercícios físicos, que são mais intensos, como dançar, caminhar, pedalar e correr.

O cérebro pede por atividades físicas

Sabe aquele momento em que seus músculos estão fracos, precisando de energia para funcionar? Sim, isso pode acontecer mesmo que você não tenha feito nenhum tipo de esforço físico.

Na verdade, é possível que seja seu cérebro implorando para que você movimente o corpo e assim reequilibre a produção de serotonina, dopamina e endorfina. Nesse sentido, a atividade física passa a ser um anseio do organismo para aliviar o estresse e a indisposição.

Para se ter uma ideia, um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que, com 15 minutos de caminhada ao dia, os riscos de depressão caem em 26%. Excelente, não?

É que, quando não estão bem equilibrados, esses hormônios podem fazer com que você desenvolva algum tipo de transtorno mental, principalmente depressão.

Suplementos para aumentar a energia e combater o estresse

Há também formas de dar uma reforçada no bem-estar como uma complementação da prática de atividade física. Você pode fazer isso por meio da ingestão de alguns suplementos que estimulam o aumento da energia, prontidão, calma mental e até na capacidade de concentração, como o Enxofre Orgânico (também conhecido como MSM), por exemplo. De quebra, você ainda recebe outros benefícios dados por ele, como:

– Reduz cãibras nos músculos e espasmos;

– Dificulta a ação de muitos tipos de parasitas;

– Contribui para a recuperação mais rápida dos músculos e articulações;

– Auxilia na neuropatia diabética das extremidades e do trato gastrointestinal;

– Acelerar a cura de ferimentos, reduzindo o tecido com cicatrizes;

– Faz síntese de colágeno;

– Normaliza a função do estômago;

– Auxilia no alívio de alergias a alimentos e pólens;

– Aumenta a imunidade.

Jamais se esqueça de pegar orientações com o seu médico sobre qualquer medicamento ou suplemento.

Benefícios da atividade física para saúde mental

Alivia os sintomas de transtornos mentais. Levar uma vida sedentária e abraçar mais compromissos do que se pode assumir acarreta em indisposição. Acabamos por colocar no corpo e no cérebro altos níveis de tensão. Se, além disso, houver privação do sono, o efeito nocivo sob a saúde é ainda maior.

Amenizar sintomas de transtornos mentais como ansiedade, síndrome do pânico, transtorno de déficit de atenção com hiperatividade e depressão , no entanto, são possíveis por meio de algo acessível, que é a atividade física.

É claro que quem sofre com essas disfunções deve procurar um psiquiatra e seguir as orientações dadas por ele. No entanto, é importante frisar o quanto exercitar-se faz bem e pode ajudar mentalmente. Quem se exercita tem maior facilidade para dominar os transtornos.

Aumenta a disposição no dia a dia

Sim! Praticar alguma atividade física traz maior disposição, e não o contrário. Com isso, seu dia a dia fica mais leve, já que se consegue realizar as tarefas com mais energia, o que acaba por aumentar sua produtividade e mandar a fadiga para bem longe. Consegue-se realizar muito mais do que se você não estivesse praticando atividade física.

Aumenta a autoestima

A autoestima melhora, pois nos sentimos mais motivados para fazer nossas atividades diárias e atingir objetivos. Como nos sentimos mais dispostos, logo produzimos mais e queremos melhorar mais ainda nossa performance em tudo o que fazemos, seja na área pessoal ou profissional.

Previne doenças 

Se você investe tempo se exercitando, pode saber que está reduzindo também os níveis elevados de açúcar e colesterol no sangue. Ainda por cima, está diminuindo as chances de incidência de doenças cardiovasculares, osteoporose, dores musculares, diabetes, câncer e transtornos mentais. 

Reduz o estresse

Não é nada bom ter o estresse como companheiro diário, não é mesmo? É necessário nos desfazermos dele, que vai dando as caras à medida que ficamos tempo demais no trabalho, temos compromissos ou passamos por situações de tensão. Em algum momento, vamos precisar fazer algo para expulsá-lo.

Enquanto o cortisol — que é o hormônio do estresse — está alto, causa consequências negativas no organismo, como dificuldade na aprendizagem, lapsos de memória, aumento de peso, diminuição do apetite, para citar alguns. 

Se o cortisol está abaixo do nível, gera fadiga, fraqueza, desejo por alimentos açucarados e depressão. 

Nesse sentido, incluir exercícios na rotina faz corpo e mente relaxarem. Você pode se beneficiar, por exemplo, de práticas como yoga e pilates. Elas são excelentes para ajudar a controlar seus pensamentos e sua preocupação com os problemas.

Melhora a qualidade do sono

Sabe aquela dificuldade para dormir? A atividade física pode mudar isso. Ela contribui para aumentar a qualidade do sono e fazendo com que estabeleçamos uma rotina de sono. Dessa maneira, diminuímos também a insônia.

Pode não ser muito divertido ter de estabelecer uma rotina de horários fixos para dormir e acordar, mas é assim que o corpo se acostuma a adormecer no momento certo. A partir daí, livra-se da privação do sono e até o humor melhora no dia seguinte. Aliás, não só ele, mas também a capacidade de produzir.

Agora, se você não respeita seu sono e não dorme direito, a tendência é haver mais fadiga, confusão mental, alterações hormonais, estresse, sonolência, dor muscular, aumento de peso, dentre outras consequências negativas. 

Equilibra a produção de hormônios

A atividade física produz hormônios da felicidade, sendo um dos neurotransmissores mais conhecidos por fazer isso a serotonina. Ela age de forma positiva, proporcionando maior bem-estar e relaxamento, diminuição do estresse, redução de dores de cabeça e enxaquecas, promoção da saciedade e alívio dos sintomas da TPM.

Um outro neurotransmissor é a dopamina, que trabalha na regulação do humor e do estresse, controle das funções motoras, exercício da memória, melhora da concentração e do apetite.

Temos ainda a endorfina, responsável por regular funções do sistema nervoso. Atua no relaxamento e a reação do corpo à tensão. 

Cabe ressaltar que ao realizar uma atividade física, caso venha a sentir qualquer tipo de dor desconfortante, é preciso buscar um especialista. Grande parte das dores podem ser tratadas com um Fisioterapeuta.

Viu só quantas vantagens há em movimentar o corpo? Certamente, você só tem a ganhar ao decidir se exercitar, e ganhar em vários aspectos da sua saúde física, mental e da autoestima.

Como pode-se ver, melhorar a qualidade de vida está ao alcance, basta arrumar tempo na rotina para incluir alguma atividade. Pode ser um esporte que você goste ou uma simples caminhada. O que você está esperando, então, para incluir um esporte na sua rotina?